quarta-feira, março 26

Fico parva

            


Aquele momento em que ouço alguém a dizer: "eu quando arranjar algum trabalho mais sério não há-de ser para levantar às 7 da manhã" e eu só penso: a mim ninguém me paga e eu levanto-me às 7 ou até mais cedo, mas isto está-se em alturas de escolher? Não percebo como as pessoas podem ser tão caprichosas ao ponto de terem como uma prioridade a preguiça. 

12 comentários:

Chloë disse...

São essas pessoas que mais se queixam por não ter trabalho...

T. disse...

É mesmo de ficar parva, mas há mesmo profissões em que os "profissionais" não se têm de levantar as 7h da manhã, mas sim à hora que querem.
Olha isto tudo para dizer que estou a gostar de ler o teu blogue, vou seguir, passa pelo meu e se gostares segue também.
Beijo,
T.

http://crazyobsessedfor.blogspot.pt/

Cláudia S. Reis disse...

Provavelmente dizem isso da boca para fora. Porque quando estiverem frente a frente com a situação que remédio terão senão acordar cedo!

Mariana disse...

É verdade que não estamos na altura de escolher mas de certeza que não disse isso a sério :o acho

Audrey Deal disse...

Há pessoas que dizem isso? Muito triste, a mim também ninguém me pagava e levantava-me às 6h por amor de deus

Audrey Deal disse...

Há pessoas que dizem isso? Muito triste, a mim também ninguém me pagava e levantava-me às 6h por amor de deus

Violeta disse...

Mas alguém comenta isso ?? Realmente há pessoas que não têm noção.

Blue disse...

Então força! :))

Angie ♒ disse...

duas palavras meu amor : en-fim!
a preguiça faz disto... e o pior é isso mesmo, as pessoas procuram todas "empregos" e não "trabalhos"...

r: ahahah, totó <3 estou semi de volta :D e melhor um bocado microscópico xD

Grines disse...

Ola :)
Gostei muito do teu blog!
Continua o teu bom trabalho.
Já te estou a seguir espero que possas fazer o mesmo: http://grineslife.blogspot.pt/.
Beijinhos!

Grines

Kiara disse...

As pessoas pedem muito e fazem pouco... cada vez constato mais isso. Um dia destes estava um rapaz do meu curso a queixar-se que precisava de dinheiro. Melhor, estava a queixar-se que tinha enviado não sei quantos curriculos e não resultou em nada. Não consegui calar-me, até porque é um rapaz de quem não gosto nadinha, e disse logo "Olha, para fábricas não precisas de curriculo!". E que desculpa ele usou? "Ah, vou estudar e trabalhar numa fábrica?". Aí enervou-me tanto! Eu estudo e trabalho numa fábrica! Trabalho no que for preciso! E depois ainda estava ele a dizer que numa fábrica não se ganha nada... ganha-se pouco, mas é melhor que nada! Odeio estas coisas!

Catarina disse...

Tens toda a razão!